Banco de Tecido Apresenta: Tris

A artista plástica Claudia Aquilino é a cabeça criativa que dá vida para a Tris! Segundo ela, que aprendeu a costurar bem cedinho, aos 12 anos de idade, a paixão por cores e estampas sempre esteve presente! O que na infância era uma coleção de papéis coloridos, ao crescer foi se transformando em um "tesouro" de panos e texturas com cores vivas em diferentes tamanhos. Olhem que legal, Claudia fazia suas roupas de passear nos finais de semana com os tecidos que guardava!

O tempo passou, Cláudia teve suas filhas e transitou por várias empresas, sempre trabalhando com muita criatividade em funções que compreendiam desde eventos corporativos e tecidos para decoração até alimentação. E foi pelo prazer e alegria vividos nos momentos cinéticos da criação, que ela deu vida à Tris! O nome vem de Triskle, símbolo celta que representa a espiral tripla da alma, ou o corpo, a mente e o espírito! A Cláudia é fascinada pela cultura celta, tanto que fez uma tatuagem tripla - em todos os sentidos - do símbolo, junto com as suas filhas. A Tris nasceu num momento em que a vida da Cláudia mudou radicalmente: ela foi pro mato, morar em um sitio na Serra da Mantiqueira, que é um lugar lindo, tranqüilo e aconchegante.

Foi nesta época, também, que ela conheceu a proposta do Banco de Tecido. Apesar de não lembrar se foi no jornal ou na internet, ela achou nosso trabalho fabuloso! Disse até que, quando esteve lá pela primeira vez, se sentiu como uma criança em loja de brinquedos, na véspera do natal!!! Ela juntou quase 3 quilos de pedacinhos estampados, que tinha sido depositados pela Insecta, e vários retalhos, em pedaços maiores, de tecidos depositados pela Ecosimple. O mais legal é que, além de levar mais alguns quilos de aquisições para a sua coleção, ela reaproveitou tecidos de duas iniciativas que ela já conhecia e admirava! =]

Neste meio tempo, o projeto pessoal da Cláudia foi tomando outro formato, ela montou junto com o marido a Casa do Lago, em Santo Antonio do Pinhal. Lá eles têm um empório com produtos deles e locais; uma loja com artesanato, que é a nova residência da Tris e um restaurante com comida intuitiva para poucas e boas mesas! E, de tempo em tempo - como ela mesma diz - quando a emoção vira criatividade, Cláudia brinca com seus pedacinhos estampados e coloridos, usando como referência toda a natureza do mato onde vive para tingir, estampar e criar novos tecidos. Os seus re-panos, como gosta de chamar, novos tecidos, onde a “costuragem” de retalhos estampados se transformam em um novo pano único e exclusivo!