Sustentabilidade

Banco de Tecido finalista do LAB de Inovação da Cadeia da Moda!

O Social Good Brasil é uma organização que inspira, conecta e apoia, tanto indivíduos como organizações, auxiliando no uso da tecnologia, novas mídias e comportamento como forma de contribuição para a solução de problemas sociais.

O Social Good compartilha da opinião de que as transformações sociais que vivemos hoje não estão apenas relacionadas ao desenvolvimento tecnológico, são de caráter comportamental e de novos modelos mentais. Por isso se trabalha com a ideia de comportamento inovador, alinhado com o uso das tecnologias, para propor um formato de convivência mais colaborativo e com liderança compartilhada.

Como alega Amartya Sen: A pobreza não se define apenas pelo seu caráter econômico e sim - de forma multidimensional - pelo acesso aos serviços mais básicos de educação, saúde, saneamento e moradia. Olhando para este conceito as iniciativas do Social Good procuram gerar impacto social em quatro dimensões: acesso, autonomia, transparência e escala.

As iniciativas devem propor soluções que reduzam a assimetria de informação entre as diferentes classes sociais, facilitando o acesso através da tecnologia, abrindo espaço para a autonomia dos participantes, disponibilizando as informações de forma transparente e confiável e permitindo que estas soluções sejam levadas para cada vez mais pessoas. E é isso que nós aqui do Banco de Tecidos defendemos também.

Foto: Social Good Brasil (facebook.com/socialgoodbrasil)

Foto: Social Good Brasil (facebook.com/socialgoodbrasil)

Em parceria com o Instituto C&A, o Social Good Brasil criou o Lab Inovação na Cadeia de Moda, um programa que reuniu onze empreendedores durante 4 meses para apresentar suas iniciativas entre encontros presenciais, conteúdos online e mentorias com profissionais da C&A. Neste tempo estivemos junto de pessoas e iniciativas muito queridas, gente generosa e corajosa de compartilhar seus sonhos e seus fazeres. Alguns já eram velhos amigos e parceiros da casa e tantos outros foram felizes surpresas que certamente serão parceria para uma vida. Iniciativas que também pensam num consumo mais consciente e justo para esta cadeia da moda.

Nesta semana, quando participarmos do Demoday, dia que nos colocamos a prova, a nós mesmos e às nossas ideias, fomos selecionados como finalistas do programa junto ao DezFAZ e o Modellagio. Estamos MUITO felizes com esse reconhecimento ao nosso trabalho! Não há palavras para agradecer a oportunidade e o empenho do pessoal do Social Good, do Instituto C&A e a todos os envolvidos nesse processo de quatro meses de muito trabalho e por podermos apresentar o trabalho do Banco para profissionais da área têxtil, organizações sociais e parceiros da C&A e Social Good Brasil.

Além disso, não podemos deixar de agradecer à equipe aqui do Banco que trabalhou muito para que esse processo acontecesse da melhor maneira possível, com um resultado tão positivo para nós! Esse prêmio é um reconhecimento a todos nós, correntistas, usuários e parceiros que mantemos o Banco sempre circulando e dando vida nova à tecidos de reuso. OBRIGADO!

Banco de Tecido apresenta: DONNA PAMBILA

Donna Pambila Banco de Tecido Tecido de reuso moda sustentavel

Donna Pambila é uma marca infantil, que tem produção local e se baseia fortemente nos conceitos de slow fashion. Suas peças são produzidas artesanalmente e as coleções oferecidas em edições limitadas. A sustentabilidade é uma constante para a marca, assim como a ressignificação, valorizando as possibilidades de reaproveitamento e evitando o descarte de materiais trabalhando a partir de sobras de tecidos e transformando roupas antigas em novas peças.

De acordo com Pâmela Medeiros, designer e proprietária da marca, "tudo é reaproveitado e editado, desta forma a criança pode usar a peça reconstituída por um novo olhar que contém uma história. Além disso, é importante incentivar as crianças sobre a questão do consumo consciente". Afinal, a Donna Pambila se preocupa muito com os valores passados para suas pequenas clientes.

Foi buscando novas possibilidades alinhadas com os valores de sustentabilidade, mas sem perder o foco na exclusividade, que Pâmela descobriu o Banco de Tecido. Encantada com o trabalho que desenvolvemos aqui, vislumbrou uma parceria que ia exatamente de encontro com aquilo que procurava. "Nós ficamos realizados com a existência do Banco de Tecido e tratamos de conhecer logo. Nem preciso dizer que amamos...entrar lá é como se transportar para um parque de diversões (risos)! Hoje somos clientes do Banco e nossas coleções são conscientes e cheias de amor produzidas com vários tecidos de reuso trazidos de lá".

Cada produto desenvolvido pela Donna Pambila tem um toque especial. Trabalhados de forma artesanal, trazem referências lúdicas e brincam com tecidos, cores, texturas e aviamentos, com muita dedicação e alegria. Tudo isso resulta em um trabalho que transmite os sonhos e amor no mundo mágico de brincadeiras, onde a infância ainda se torna mais divertida desde a forma de se vestir.

 

Texto por Pâmela Medeiros | Banco de Tecido

Flavia Aranha e Banco de Tecido, uma parceria.

FLAVIA ARANHA e BANCO de TECIDO

No ateliê instalado numa casa de 400 m² na Vila Madalena, em São Paulo, sete costureiras fabricam exclusivamente roupas brancas. É só depois de prontas que as peças desenhadas pela estilista Flavia Aranha ganham tons diferentes. Ela usa apenas corantes naturais, obtidos pela combinação de ingredientes como casca de nogueira, urucum, hibisco e açafrão.


Por trás das saias, das blusas e dos vestidos de tons claros está o interesse genuíno da estilista pela origem de cada uma das matérias-primas com que trabalha. De Maringá, no Paraná, vem a seda produzida manualmente de casulos descartados pela indústria convencional. De Dilermando de Aguiar, no Rio Grande do Sul, sai toda a lã artesanal. Em Pirenópolis, Goiás, estão as 40 famílias que plantam algodão no quintal de casa para fornecer-lhe tecidos. Depois de colhido e descaroçado, o algodão vai parar nas rocas de pedal das artesãs. Elas fiam as fibras, enrolam os novelos e fazem os tecidos a mão, num processo de confecção que leva até três meses.
 

No mundo fashion, em que ser "eco" virou tendência, Flavia se considera distante do modismo da sustentabilidade. "Luto contra o rótulo de verde. Acima de tudo, sou uma estilista. Meu trabalho tem a ver com design. A questão da sustentabilidade faz parte de mim. Não se trata de marketing."


"Aos poucos, tenho conseguido encontrar o equilíbrio e diferenciar utopia de realidade", diz Flavia. "Preciso manter meu negócio, minhas ideias e a cadeia produtiva que depende delas. Essa é hoje a melhor definição para a palavra sustentabilidade."

E a partir deste mês temos o prazer de receber regularmente os retalhos de sobra de produção desta marca tão chic e sustentável!

(as primeiras fotos são da Lu Bueno e as finais são do Daniel Malva)

EcoSimple e Banco de Tecido, uma parceria.

ECOSIMPLE E BANCO DE TECIDO

Pioneira na fabricação de tecidos 100% sustentáveis, a EcoSimple inicia seu processo produtivo com a coleta e separação de resíduos (sobras e aparas) descartados por indústrias têxteis da região de Brusque/SC, um dos principais polos brasileiros de produção de malhas. Esta etapa do trabalho é realizada por cooperativas, que entregam à empresa os resíduos separados por cor. A separação é fundamental para a sustentabilidade do processo, pois a pigmentação já existente nas aparas se mantém e dá cor aos novos fios que serão produzidos. A medida também evita o uso de novos produtos químicos para dar cor aos tecidos, e reduz drasticamente o uso de água na produção.

Em Americana/SP, os fios feitos de resíduos têxteis são transformados em novos tecidos. Nesta etapa, fios oriundos da reciclagem de PET também são aplicados na produção, junto com os fios de algodão reciclado. Cada metro de tecido EcoSimple produzido elimina 480 gramas de resíduo têxtil e oito garrafas pet do meio ambiente.

E a partir deste mês o Banco de Tecido começa a receber regularmente as sobras de produção da EcoSimple. Venha conferir! Tem muita coisa bacana. Tá cheio de estampas incríveis e lonas lisas ótimas pra bolsas.