Olá!

Linear ou circular? Circular…

O Banco de Tecido é um sistema inclusivo e circular que transforma atores da cadeia têxtil em usuários ativos. Interconectados, assim impulsionam um ciclo sustentável com reflexos sociais, ambientais e econômicos.

Mas afinal, como funciona esse sistema?

O Banco de Tecido funciona assim:

Para explicá-lo, vamos chamar o Seu Erik. Ele é um alfaiate que está no mercado há 33 anos. Ele recebe de seu fornecedor 100kg de tecido que encomendou para confeccionar os ternos de inverno dos seus clientes. Pensando no frio rigoroso, ele estima que vá utilizar 90kg, considerando 10kg de sobras e recortes.

O frio não vem… e Seu Erik, não produz o que estimava e seu estoque se acumula com 30kg de sobras. O que é muito, né? No seu caso, o Seu Erik não sabe o que fazer com tanta sobra, já que não pretende usar a mesma estampa na próxima produção.

O Seu Erik pensa: “ser ou não ser?” O que é mais nobre para a alma? Jogar fora ou armazenar?

Assim como Hamlet, Seu Erik não consegue resolver esse dilema. Entra então em cena, a nossa próxima personagem: Marta, estilista!

Marta conta para Seu Erik que conheceu um lugar bárbaro e incrível, que recebe muito bem as pessoas, e que ainda serve um cafezinho ótimo… o Banco de Tecido!

Seu Erik entra na internet e verifica a loja mais próxima. Vai até lá levando os seus 30 kg de lã inglesa e os deposita. Ele, imediatamente, se torna um correntista. Correntista?

Sim! Na prática, Seu Erik depositou 30kg, contribuiu com 10kg e gerou um crédito de 20kg. Só que agora, ele tem acesso ao estoque de toneladas com diversidade de estampa, de material, que ele nunca imaginou ter. Seu Erik pode retirar seus créditos de tecido quando quiser – tudo de uma vez, ou em partes.

E a Marta, estilista, é uma correntista mais consciente. Trabalhando sob demanda, ela gera poucas sobras em seu atelier. Para fazer uma leva de vestidos, ela precisa de 20kg de lã, mas ela tem apenas 2kg de crédito. Sabe como ela consegue os outros 18kg?

Ela compra. Mesmo calculando bem, a Marta gerou 2kg de sobra de lã inglesa que ela deposita de volta no Banco de Tecido.

Vamos conhecer agora a Ana, a nossa terceira personagem.

Ana é uma artesã que trabalha com bonecos de pano para crianças. Ela usa pedaços muito pequeninos e precisa de muita diversidade de estampa. Sabe onde ela encontra tudo isso?

Lá, no Banco de Tecido!

Simples e fácil

Pois mesmo não sendo uma correntista, ela pode fazer parte do sistema, apenas comprando retalhos.

Sabe o Seu Erik, o alfaiate? Então, ele é avô e hoje é aniversário da neta dele. Ele foi lá na loja da Ana comprar um presente e… adivinha o que ele achou?

Um boneco feito com as sobras dos seus ternos!

Portanto, entre circular e linear… CIRCULAR!


Este, na verdade é o roteiro do nosso filme institucional.

Pegue a pipoca e aperte o play!

pra receber notícias...

é só fazer seu cadastro. Vem!